A Coordenadoria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, realizou uma palestra sobre a Leishmaniose na Escola Osmar Brigo.

21/08/2018 às 10:42:00

Este trabalho teve como objetivo esclarecer alunos e professores do ensino infantil, por meio de palestras, cartazes e cartilhas com atividades, visando à conscientização do grupo.

A Leishmaniose é uma das doenças parasitárias que mais mata no mundo.

COMO OCORRE A TRANSMISSÃO?
Causada pelo protozoário parasita Leishmania que é transmitido pela picada de mosquitos-palha infectados. Ela afeta principalmente os cães, mas também animais silvestres, gambá ou saruê, e urbanos como ratos, gatos e humanos (principalmente crianças com desnutrição, idosos com baixa imunidade, pessoas com HIV).

QUAIS OS SINTOMAS?
A doença se manifesta de dois a oito meses após a infecção e se caracteriza por acessos irregulares de febre, perda de peso, fraqueza, aumento do baço e do fígado, nódulos linfáticos inchados e anemia.

O TRATAMENTO.
É uma doença tratável e curável. Todos os pacientes diagnosticados precisam de tratamento rápido e completo, existindo diferentes opções, como injeções intramusculares.

* Nos cães o controle é feito com coleira para prevenir o inseto, repelentes no animal e no ambiente, limpeza do ambiente para evitar material orgânico e vacinação. É importante ressaltar que não se pega leishmaniose de cães e outros animais, apenas pela picada do inseto que estiver infectado.